Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Bombeiros do Rio são libertados na manhã deste sábado em Niterói

Líderes da ação foram soltos na noite desta sexta; hoje, os outros 422 militares foram liberados

estadão.com.br,

11 de junho de 2011 | 11h02

SÃO PAULO - Os Bombeiros do Rio de Janeiro, presos desde sábado passado em Niterói, foram libertados na manhã de hoje, 11. Eles estavam detidos após a invasão do Quartel Geral dos Bombeiros no centro da capital fluminense, realizada para reivindicar melhores salários.

 

Na noite desta sexta-feira, por volta das 23 horas, os nove líderes dos mais de dois mil bombeiros que há uma semana participaram da ação foram liberados. Segundo a Justiça, eram 431 presos e não 439 como o Estado do Rio havia divulgado. Os outros 422 militares foram liberados esta manhã.

 

A categoria reivindica salário inicial para soldado de R$ 2 mil. O salário atual é de R$ 950. O governo do Rio anunciou na quinta-feira, 9, reajuste de 5,58% antecipado em seis meses para servidores de quatro categorias. No plano de correção, previsto para 48 meses, cada parcela fica com um aumento de 0,915%. O governo diz que se conceder o reajuste exigido pela categoria pode ocorrer a quebra dos cofres públicos.

Tudo o que sabemos sobre:
bombeirosRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.