Bombeiros e policiais buscam por corpo de Eliza em lagoa em Minas

Denúncia anônima relatou que corpo da jovem poderia estar no local, que fica perto da casa de funcionários do sítio do goleiro Bruno, principal suspeito do desaparecimento

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

05 de julho de 2010 | 10h31

SÃO PAULO - Bombeiros de Ribeirão das Neves, em Minas, e policiais do Departamento de Homicídio do Estado iniciaram na manhã desta segunda-feira, 5, as buscas pelo corpo de Eliza Samudio na Lagoa Suja, no bairro da Liberdade. Eliza está desaparecida há 25 dias.

 

As buscas são fruto de informações obtidas por meio de uma denúncia anônima, a polícia trabalha com a hipótese do corpo da jovem ter sido jogado na localidade. Os policiais recolhem objetos na água para análise. A lagoa fica perto da casa de funcionários do sítio do goleiro Bruno, do Flamengo.

 

A estudante, de 25 anos, desaparecida desde 10 de junho, tentava provar na Justiça que o goleiro é o pai do filho dela, de 4 meses.

Tudo o que sabemos sobre:
ElizaBrunoFlamengodesaparecidabuscas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.