Bombeiros encontram corpo de adolescente vítima de naufrágio em represa

Barco com quatro pessoas virou possivelmente por excesso de peso; apenas uma vítima sobreviveu

João Carlos de Faria; especial para O Estado,

31 de julho de 2012 | 18h17

 TAUBATÉ - O Corpo de Bombeiros encontrou nesta terça-feira, 31, na represa de Paraibuna, a 101 km de São Paulo, o corpo de uma adolescente de 14 anos, uma das três vítimas de um naufrágio, ocorrido na segunda-feira à noite, possivelmente por excesso de peso, conforme aponta a polícia.  O barco navegava à noite com quatro pessoas da mesma família, quando teria virado.

Apenas Adriana Aparecida Rainha de Moura, de 16 anos, sobreviveu e se recupera em casa, apesar do choque. Seu marido, com quem havia se casado na última sexta-feira, a sogra e a cunhada de Adriana, foram as vítimas fatais.

O Corpo de Bombeiros trabalhou até às 22h de segunda-feira na tentativa de resgate dos corpos, mas sem sucesso, retomando as buscas na manhã de hoje (terça-feira).  Quatro mergulhadores trabalharam na operação.

A menina encontrada no início da tarde estava a cerca de 20 metros da superfície, numa região onde a represa chega a ter cem metros de profundidade. Segundo a mãe de Adriana, ela e o marido haviam voltado da lua de mel na última segunda-feira. No momento do naufrágio, segundo ela, eles atravessavam a represa em direção à casa onde iam morar, que ficava do outro lado da represa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.