Polícia Civil
Polícia Civil

Bombeiros encontram corpos de mulheres decapitadas em Fortaleza

Crime, que ocorreu há uma semana, no dia 2, foi filmado pelos próprios executores e postado nas redes sociais

Carmen Pompeu, especial para o Estado

09 Março 2018 | 12h41

FORTALEZA - O Corpo de Bombeiros localizou, nesta sexta-feira, 9, os corpos das três mulheres que foram torturadas, mortas e decapitadas em Fortaleza. 

Por volta das 8 horas, a equipe de mergulhadores e de busca encontrou os corpos das jovens identificadas como Nara Alyne Mota de Lima, Darciele Anselmo de Alencar e Ingrid Teixeira Pereira. Os cadáveres estavam na área do mangue próximo ao Liceu da Vila Velha, na zona oeste de Fortaleza.

O crime, que ocorreu há uma semana, no dia 2, foi filmado pelos próprios executores e postado nas redes sociais. As buscas já duravam cinco dias. 

As três mulheres foram sequestradas na noite do dia 1º e levadas para o mangue do Rio Ceará, localizado entre os bairros Vila Velha e Barra do Ceará, local onde teriam sido torturadas pelos assassinos.

+++ Briga entre facções deixa 2 mortos e 9 feridos em cadeia do Ceará

No vídeo, uma delas, sob ameaça, diz que "rasgou a camisa" da facção Comando Vermelho (CV) e passou para o lado da facção Guardiões do Estado (GDE). Familiares das vítimas negaram, em depoimento, qualquer envolvimento dela com o crime organizado.

Mesmo implorando para que poupassem a sua vida, a jovem é executada com um tiro no rosto. Em seguida, um dos assassinos corta a cabeça dela com um facão. Na mesma cena, outro bandido mostra as três cabeças já decapitadas e joga nas águas do mangue, comemorando as mortes. 

+++ Maior chacina do Ceará deixa 14 mortos na periferia de Fortaleza

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.