Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Bombeiros encontram mais três vítimas do naufrágio no Rio

No total, 12 pessoas morreram no acidente, que está sendo investigado. Os três últimos corpos foram encontrados hoje: dois na parte da manhã e o último à tarde

Ana Paula Niederauer e Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

11 Junho 2018 | 10h18

O Corpo de Bombeiros informou que mais três corpos de vítimas do naufrágio na Baía de Sepetiba foram encontrados na manhã desta segunda-feira, 11, aumentando para onze o número de mortos no naufrágio de duas embarcações na Baía de Sepetiba, em Itaguaí, Região Metropolitana do Rio. No total, 12 pessoas morreram nos naufrágios. 

O primeiro corpo foi encontrado no início da manhã desta segunda-feira a cerca de 15km de distância da embarcação "Lucas Mar". O segundo corpo foi localizado nas proximidades da Ilha do Martins, na área da Baía de Sepetiba , cerca de 7km de distância da embarcação Lucas Mar. A terceira vítima foi localizada à tarde.

As buscas foram realizadas pelas equipes da Marinha do Brasil, do Corpo de Bombeiros Militares do Estado do Rio de Janeiro e de pescadores locais voluntários.

Durante as buscas deste domingo, 10, foram encontrados dois corpos nas proximidades da embarcação "Lucas Mar", que foi localizada pelas equipes da Marinha e do Corpo de Bombeiros, com auxílio de pescadores, ainda no sábado. A embarcação "Milemar" foi localizada na sexta-feira, 8.

Segundo o capitão de mar e guerra da Marinha Sérgio Salgueirinho, o órgão enviou comunicado para a comunidade marítima na manhã do dia do acidente, incluindo associações de pescadores, alertando para o mau tempo. Mas o cumprimento da ordem para não embarcar nessas situações não é obrigatório e não havia fiscalização no porto naquele momento.

"Já abrimos inquérito para apurar as causas, porém nossa preocupação maior agora é em busca de vidas. Quanto mais rápido agirmos, maiores são as chances de encontrar", disse Salgueirinho. Os sobreviventes foram socorridos, a maioria com hipotermia

As vítimas que sobreviveram foram conduzidas para o Hospital Municipal Pedro II e para a UPA de Santa Cruz, na zona oeste do Rio. Segundo o Corpo de Bombeiros, a maioria sofria de hipotermia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.