Bombeiros localizam com vida quatro vítimas soterradas em Aracaju

Quatro pessoas, entre elas um bebê, estavam desaparecidas após desabamento de um prédio na capital sergipana neste sábado, 19

Antonio Carlos Garcia, Especial para o Estado

19 de julho de 2014 | 19h58

Atualizado às 20h45

ARACAJU - O Corpo de Bombeiros de Sergipe, com o auxílio de dois cães farejadores, localizaram com vida as quatro vítimas - entre elas um bebê - do desabamento de um prédio de quatro andares na Rua Poeta José Sales Campos, no bairro Coroa do Meio, em Aracaju. O desabamento ocorreu por volta das 2h deste sábado, 19, e as pessoas - um vigilante, a esposa dele e duas crianças - só foram localizadas por volta das 17h30.

O capitão do Corpo de Bombeiros, Carlos Alves, disse que todos estavam preocupados  porque estava anoitecendo. Ele afirmou que o acesso ao local foi difícil por causa do montante de escombros.

"Os cães dos bombeiros conseguiram localizar uma das vítimas soterradas, que informou estarem os quatro vivos, mas o acesso foi difícil por causa de uma laje, pois havia o risco de novo desabamento", afirmou Alves.

O prédio não foi feito por nenhuma construtora, segundo informações dos bombeiros. Segundo eles, um engenheiro projetou a obra e contratou os pedreiros.

Barulho. “Ouvimos um grande barulho e quando fomos ver o prédio desmoronou”, conta Mariana Amarante que, na hora do acidente, estava numa festa próximo ao edifício. De acordo com a Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb), órgão da Prefeitura de Aracaju, responsável pela fiscalização de obras, o empreendimento estava com a documentação regularizada desde 2012.

A obra estava em conclusão e o prédio era composto por quatro apartamentos e um estacionamento no térreo. Somente o vigilante e sua família estavam no local na hora do acidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.