Bombeiros não acreditam que supostos soterrados tenham sobrevivido no Rio

Apenas bolsões podem dar esperança de haver sobreviventes sob os escombros

estadão.com.br,

26 Janeiro 2012 | 02h45

SÃO PAULO - O comandante do Corpo de Bombeiros do Rio, coronel Sérgio Simões, informou, nesta madrugada de quinta-feira, 26, que é muito pequena a possibilidade das eventuais pessoas soterradas pelos escombros terem sobrevivido, a não ser que, durante a queda dos três prédios, algum bolsão de ar tenha se formado em meio aos destroços.

 

Um total de 40 homens dos bombeiros trabalha na região do incidente; vários deles atuaram no trabalho de resgate das vítimas do terremoto que atingiu o Haiti. Um posto de informações e apoio a cerca de 15 famílias das pessoas supostamente desaparecidas foi montado no prédio da Caixa Econômica Federal (CEF) localizado na região do desabamento, ocorrido na noite de quarta-feira, 24, na Avenida Treze de Maio, no centro do Rio.

Mais conteúdo sobre:
Tragédia bombeiros Rio desabamento soterrados

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.