Bombeiros resgatam corpo de delegado que morreu em acidente de helicóptero em GO

Dentro da aeronave estavam autoridades e o principal acusado de matar 7 pessoas em uma chacina em uma fazenda em Goiânia

Rubens Santos, Agência Estado

09 Maio 2012 | 10h00

Goiânia - O corpo de Vinicius Batista da Silva,de 33 anos, foi resgatado pelos Corpo de Bombeiros na manhã desta quarta-feira, 9.  O corpo já foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML) em Goiânia (GO). Ele morreu em um acidente de helicóptero na tarde desta terça-feira, 8.

 O delegado era titular em Iporá (GO), e fazia parte do grupo de oito passageiros do helicóptero da Policia Civil que caiu ontem, por volta das 16h numa fazenda em Piranhas, município distante 325 quilômetros de Goiânia (GO). Dentro da aeronave, estavam autoridades e o principal acusado por uma chacina em uma fazenda em Goiás que acabou com sete mortos.

De acordo com os Bombeiros, o resgate do corpo do delegado foi possível porque estava fora da aeronave. Os outros sete corpos estão no interior do helicóptero com prefixo PP-CGO.

Além do delegado, estavam no helicóptero Antônio Gonçalves Pereira dos Santos, superintendente da Polícia Judiciária; Bruno Rosa Carneiro, delegado e chefe-adjunto do Grupo Aeropolicial; Osvalmir Carrasco Melati Júnior , piloto da aeronave; Jorge Moreira da Silva, delegado Estadual de Repressão a Roubos de Cargas; Marcelo de Paula Oliveira, perito criminal; Fabiano de Paula Silva, perito criminal; e Aparecido de Souza Alves, acusado de matar sete pessoas na fazenda em Doverlândia.

De acordo com o coronel Helbigen Júnior, comandante dos bombeiros e que está no local do acidente, os demais corpos estão no dentro do veículo e serão resgatados após liberação do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos). O Cenipa divulgará as primeiras informações sobre as causas do acidente em 30 dias.

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), deve ir ao local do acidente na manhã desta quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.