Bombeiros retomam resgate no Lago Paranoá, em Brasília

Oito corpos já foram resgatados; uma pessoa ainda está desaparecida

Priscila Trindade, Central de Notícias

25 de maio de 2011 | 10h58

SÃO PAULO- Foram retomadas às 6 horas da manhã desta quarta-feira, 25, as buscas por vítimas do naufrágio do barco Imagination, que afundou no Lago Paranoá, em Brasília, na noite de domingo. Segundo os bombeiros, pelo menos mais uma pessoa continua desaparecida. A vítima estaria trabalhando na embarcação no momento do acidente.

Veja também:

link Polícia divulga nomes de 6 mortos no acidente

link Garçom-herói acabou preso na embarcação

mais imagens Galeria de fotos dos trabalhos de resgate

Até o momento, oito corpos foram resgatados do lago. Entre os mortos há um bebê de sete meses, e sua mãe, Valdelice Fernandes. Informações apontam excesso de passageiros no momento do naufrágio. Além disso, o barco estaria com a estrutura comprometida por falta de manutenção.

O barco afundou uma hora após ter deixado um clube. Noventa e três pessoas foram resgatadas com vida. Alguns passageiros já foram ouvidos pela Polícia Civil. Outras pessoas prestarão depoimento sobre o caso nos próximos dias.

O delegado Adval Cardoso de Matos da 10ª DP do Lago Sul tomou na terça-feira o depoimento do piloto José Carlos Sousa Santos, que guiava a lancha que teria colidido com o barco Imagination. O depoimento permitiu à polícia esclarecer um equívoco sobre suposta colisão entre os dois veículos. O barco não colidiu com a lancha. Na verdade, quando o piloto da lancha percebeu que o Imagination estava pendendo fortemente para um lado, aproximou-se para avisar o comandante do barco, que na hora já sabia estar em apuros.

Em menos de três minutos, o barco começou a afundar e José Carlos ajudou a fazer os primeiros resgates. Ele fez pelo menos quatro viagens socorrendo os náufragos. Na primeira, pediu socorro aos bombeiros, que em 20 minutos chegaram ao local.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Lago ParanoábarcoBrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.