Bombeiros salvam bebê preso dentro de um carro

Os soldados do Corpo de Bombeiros de Jundiaí enfrentaram um dos salvamentos mais difíceis dos últimos tempos. Acostumados a cortar ferragens para salvar vítimas de acidentes rapidamente, eles tiveram de tomar o máximo cuidado para retirar o bebê Pedro Henrique Pandeirada, de 10 meses, do interior de um Tempra. A mãe da criança, Paula Alves de Godoy Pandeirada, de 28 anos, deixou a chave dentro do veículo, que possui sistema de trava automática das portas.Desesperada, ela tentou vários chaveiros da região do Maxi Shopping, na Rua Tiradentes. Mas, três dos chaveiros mais próximos não estavam. Paula então pediu socorro aos bombeiros, porque não queria quebrar o vidro do carro, com medo de que os estilhaços acertassem a criança.Durante meia-hora houve muita tensão, desespero, ansiedade e emoção na hora da retirada do bebê. O sargento Josias, com o cabo Bertin, tiveram de entrar pelo porta-malas do Tempra, para que Pedro pudesse ser salvo. No período da tentativa de salvamento, o bebê chorava e chegou até a ter convulsão. A mãe, do lado de fora, procurava acalmar a criança.Populares ficaram chocados com a cena e queriam quebrar os vidros do carro. Paula disse que foi um acidente prender o filho. Ela estacionou o carro e deu a volta, "para arruma-lo na cadeirinha, mas a chave caiu no assoalho e quando fechei a porta, ele ficou preso".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.