Bombeiros são feridos por coquetéis molotov em retirada de sem-teto

Alguns bombeiros que participaram da retirada dos sem-teto do antigo Hotel Terminus, na Rua 24 de Maio com a Avenida Ipiranga, região central de São Paulo, sofreram queimaduras quando forçaram a passagem para entrar no edifício. Eles foram recebidos pelos sem-teto que estavam no local com coquetéis molotov, segundo o tenente Passos, do Corpo de Bombeiros. Os soldados precisavam entrar para apagar um incêndio no 11º andar, local onde os sem-teto atearam fogo em colchões e camas. O fogo foi controlado rapidamente. De acordo ainda com o tenente Passos, alguns bombeiros sofreram queimaduras leves no rosto e nas mãos. "Os sem-teto montaram um bloqueio. Quando nós tentamos furar, alguns bombeiros sofreram queimaduras no rosto e nas mãos. Eles jogaram gasolina e colocaram fogo e também jogaram coquetéis molotov", disse. Após a entrada dos bombeiros no local, a Força Tática da Polícia Militar cumpriu a ordem de reintegração de posse. Os policiais ainda tiveram de usar bombas de efeito moral para dispersar os sem-teto. O Hotel Terminus é o segundo imóvel desocupado no centro de São Paulo nos últimos dias. O primeiro foi o antigo Hotel Danúbio, na Avenida Brigadeiro Luiz Antônio. Ainda há outros dois edifícios abandonados que estão ocupados pelos sem-teto. Os quatro prédios foram ocupados no dia 20 de julho. O trânsito está complicado esta manhã na área porque a Avenida Ipiranga teve de ser interditada. Às 8h, apenas uma faixa da avenida tinha sido liberada. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montou um desvio no local. Neste momento, vários sem-teto ainda estão em frente ao prédio para retirar seus pertences. As informações são da rádio CBN.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.