Bonde do Rio que liga Santa Teresa ao centro descarilha

Um dos bondinhos que fazem a ligação entre o centro do Rio e o bairro de Santa Teresa descarrilhou, na noite de sábado, numa curva após a descida pelos Arcos da Lapa e chocou-se contra a plataforma da estação Carioca. O carro subiu no embarque e bateu na parede da estação. Na hora do acidente, o local estava vazio e o condutor do bonde e o único passageiro do veículo nada sofreram. O acidente pode ter sido causado por uma falha no sistema de frenagem do veículo e chamou a atenção para problemas na conservação do sistema, uma das atrações turísticas do Rio.O diretor-técnico, Adalto Carmona, da Companhia Estadual de Engenharia de Transportes e Logística (Central), responsável pela administração dos bondes, disse que será feita uma vistoria para saber a causa do acidente. "Os bondes possuem um sistema de freios muito rigoroso. São três tipos: o principal e dois auxiliares, mas tudo leva a crer que eles falharam", revelou o diretor. Carmona disse ser muito improvável uma falha do condutor. "Ele está na empresa há anos e deve ser muito experiente", contou.Segundo o diretor-técnico, os dez bondes que fazem o percurso terão os freios periciados. "Nossos veículos são vistoriados semanalmente e, além disso, temos também as revisões que são realizadas mensalmente", contou Carmona. Ele disse que o bonde envolvido no acidente deve voltar a funcionar em uma semana.História - O bonde de Santa Teresa é um dos pontos turísticos da cidade e um dos símbolos do Rio. Inicialmente puxado por burros e depois movido por máquinas a vapor, o bonde só passou a ser elétrico em 1 de setembro de 1896, quando começou a circular entre o Largo da Carioca, no centro, e o Largo do França, em Santa Teresa. Antes, em 1895, havia sido inaugurada a primeira linha que, passando sobre os tradicionais Arcos da Lapa, liga a Ladeira de Santo Antonio ao Curvelo, em Santa Teresa. Desde 1968, os bondes passaram a circular somente em Santa Teresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.