Bondinho do Pão de Açúcar volta a funcionar

Fechado por 75 dias para troca de oito cabos de sustentação, o bondinho do Pão de Açúcar foi reaberto nesta manhã ao público. Além da bela vista da cidade, cariocas e turistas puderam também apreciar as melhorias feitas no complexo turístico, que ganhou um bistrô e teve cadeiras, mesas e bancos reformados e placas de sinalização trocadas. Nas estações do bondinho foram instalados painéis de vidro para que os turistas possam ver as engrenagens do sistema em movimento.A compra e a troca do equipamento custaram US$ 852 mil. Os cabos são italianos e pesam 15 toneladas, cada um. Depois de instalados, eles passaram por dois testes - um magnético, para que a estrutura dos cabos fosse checada, e um último feito pela Rioluz, que regulamenta a operação do teleférico. A substituição visa à segurança dos passageiros e só precisará ser repetida daqui a 30 anos, em respeito às normas internacionais de teleféricos de passageiros. A última vez em que o trabalho tinha sido feito foi em 1972, quando o bondinho de madeira foi substituído pelo atual. A diretora da Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, Maria Ercília Leite de Castro, disse que o bondinho está "mais seguro do que nunca".Durante o período em que ficou fechado, o Pão de Açúcar deixou de receber 100 mil pessoas. Hoje, 768 visitantes estiveram no ponto turístico. A festa de reabertura contou com a benção do cônego Antônio Morais, da Paróquia da Urca. Dois músicos tocando saxofone e teclado recepcionaram os visitantes no alto do Pão de Açúcar. "Isso aqui é lindo demais", elogiou a estudante americana Christy Post, de 18 anos. "Já tinha vindo aqui uma vez, mas sempre vale a pena voltar", disse Rafaela Pinheiro, de 18 anos, vinda de Natal, que acompanhava a americana.Agora, até 10 de julho, quem nasceu ou mora no Rio terá 50% de desconto nas passagens e pagará R$ 10. Para cariocas de 6 a 12 anos, o preço será R$ 5. Menores de 5 anos entram de graça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.