Boneco gigante Zé do Rádio desfila como o torcedor mais chato do mundo

O boneco gigante Zé do Rádio, inspirado em um torcedor do Esporte Clube do Recife, desfila neste ano no carnaval de Olinda com um novo título. Zé do Rádio é, desde dezembro do ano passado, o torcedor mais chato do mundo de acordo com o livro do recordes, o Guiness Book. A notícia foi nesta manhã por Ivaldo Firmino dos Santos, de 62 anos, o Zé do Rádio. Ao lado do seu boneco, que carrega um rádio portátil no ombro, Zé contou como conseguiu o título: "Rubronegro doente, há 15 anos ele atanaza a vida dos treinadores adversários que enfrentam o seu time, não só em Pernambuco como em outros Estados brasileiros". "Fico atrás do banco adversário sem parar de provocar e falar palavrão, com o objetivo de desconcentrar o técnico". Sua atuação foi citada no livro de um autor inglês, Brasil, futebol em campo. Por volta das 10h45, Zé do Rádio acompanhava o seu boneco gigante na concentração do 20° Encontro de Bonecos Gigantes no bairro de Guadalupe, em Olinda. No ano que se comemora o centenário do frevo, cem bonecos irão desfilar pelas ruas do sítio histórico da cidade patrimônio da humanidade, acompanhados de 160 músicos divididos em quatro orquestras de frevo e percussão de alfaias (tambores de maracatu), do maracatu Nação Pernambuco, a partir do meio-dia (horário local).

Agencia Estado,

20 Fevereiro 2007 | 10h51

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.