Fábio Motta/AE
Fábio Motta/AE

Bope começa a ocupar três morros para instalação de UPP no Rio

A 14ª unidade ficará em Engenho Novo; cerca de 200 agentes estão nas favelas da Matriz, Quieto e São João

Priscila Trindade, Central de Notícias

06 de janeiro de 2011 | 08h34

SÃO PAULO - O Batalhão de Operações Especiais (Bope) iniciou as 8 horas desta quinta-feira, 6, a ocupação de três morros em Engenho Novo, próximo à comunidade do Morro dos Macacos, na zona norte do Rio de Janeiro.

 

A ação é parte da primeira fase da instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na comunidade São João. Está será a 14º UPP no Rio. As ocupações serão feitas nos morros da Matriz, Quieto e São João.

 

Cerca de 200 policiais, entre oficiais e praças, participam do processo. Estão sendo utilizadas viaturas blindadas do Bope, uma retroescavadeira e um caminhão para remoção de obstáculos.

Até as 9h30, a polícia não tinha informação de confrontos na região.

 

O governador do Estado, Sérgio Cabral (PMDB), anunciou a instalação da UPP ontem, durante um evento na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, zona oeste da cidade.  A última fase da implantação da UPP do São João deve começar em 30 dias, com o início do policiamento comunitário.  

 

Gatonet. Uma central clandestina de transmissão de sinais de TV a cabo, conhecida como "gatonet", foi fechada ontem, no bairro de Chaperó, em Itaguaí, na Grande Rio. Segundo os policiais, a ação foi desencadeada após uma denúncia anônima recebida pela 50ª Delegacia de Polícia. O local estava vazio no momento da ação. Os equipamentos encontrados no imóvel foram encaminhados para a delegacia.

 

Atualizado às 9h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.