Bope ocupa Morro da Pedreira para retirar barricadas feitas por traficantes

Policiais também procuram responsáveis pela morte de um soldado

Priscila Trindade, Estadão.com.br

01 de junho de 2011 | 14h38

SÃO PAULO - Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) continuam nesta quarta-feira, 1º, a ocupar o Morro da Pedreira, em Costa Barros, na zona norte do Rio de Janeiro. As equipes atuam no combate ao tráfico de drogas, além de ter como objetivo retirar as barricadas montadas por traficantes nos acessos à comunidade. As equipes contam com o apoio de veículos blindados e uma retroescavadeira.

A polícia ocupa a região desde terça-feira, 31, após o assassinato do soldado Marcos Vinícius Saldanha, de 30 anos, que trabalhava no 19ª BPM (Copacabana). Os agentes também procuram o responsável pela morte de Saldanha. Ele não estava fardado e voltava para casa quando a gasolina do carro acabou. O soldado teria ido de mototáxi a um posto de gasolina, mas foi surpreendido por traficantes do morro que teriam percebido a arma do policial. Ele foi levado pelos criminosos para dentro da favela e morto a tiros.

Ontem, seis supostos traficantes morreram durante confrontos com policiais. Eles foram baleados em trocas de tiros com a polícia. As vítimas chegaram a ser encaminhadas ao Hospital Estadual Carlos Chagas, também na zona norte, mas não sobreviveram. Na operação, foram apreendidos um fuzil calibre 7.62 mm, cinco pistolas 9 mm e uma de calibre .45, além de drogas. Vinte e uma motos sem documentos foram apreendidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.