Braile

Criado a partir de um código para leitura no escuro, o sistema braile - que deve o nome a seu criador, o francês Louis Braille -, é um alfabeto convencional com caracteres indicados por pontos em relevo, distinguido por deficientes visuais por meio do tato. A partir de seis pontos salientes, são possíveis 63 combinações, representando letras simples e acentuadas, pontuações, algarismos, sinais algébricos e notas musicais. Um cego experiente pode ler cerca de 200 palavras por minuto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.