Brasil, Argentina e Venezuela planejam criar Cia. aérea regional

Idéia surgiu com problemas na Aerolíneas Argentinas, que seria a primeira a entrar para aliança após estatização

Lucas Bergman, Reuters

04 Agosto 2008 | 19h38

Argentina, Brasil e Venezuela planejam criar uma companhia aérea regional, disse nesta segunda-feira, 4, a embaixadora argentina em Caracas depois de um encontro entre os presidentes dos três países. O plano poderia começar a partir da estatização da companhia aérea Aerolíneas Argentinas, que estava nas mãos do capital espanhol até julho. A presidente argentina, Cristina Kirchner, e os presidentes do Brasil e Venezuela, Luiz Inácio Lula da Silva e Hugo Chávez, tiveram um encontro nesta segunda-feira em Buenos Aires. "A possibilidade de que a Aerolíneas Argentinas fique nas mãos do Estado abriria caminho para uma aliança com a companhia aérea estatal venezuelana (Conviasa) e com a companhia aérea designada do Brasil, de modo que possamos ter a nossa 'Aerolíneas do Sul', disse a embaixadora Alícia Castro a jornalistas. A embaixadora argentina destacou que o transporte voltou a ser parte da agenda dos três países, e acrescentou que outro tema da reunião foi a possibilidade de impulsionar a construção de uma ferrovia de Caracas a Buenos Aires. "É preciso investir e trabalhar em transporte, que é um tema que tem estado fora da agenda, e que agora voltamos a colocar em pauta", disse Alícia Castro. Depois do encontro, tanto os presidentes quanto os chanceleres se retiraram sem fazer declarações a jornalistas. Também não houve uma coletiva de imprensa para confirmar a informação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.