Brasil retrocede em ranking do IDH nos últimos cinco anos

De acordo com relatório do Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento, País perdeu quatro posições desde 2008

Lígia Formenti e Leonencio Nossa, O Estado de S. Paulo

24 de julho de 2014 | 20h05

BRASÍLIA - O Brasil retrocedeu na sua posição do ranking preparado pelo Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (PNUD) nos últimos cinco anos. De acordo com análise feita pelo relatório, divulgado nesta quinta-feira, 24, o País perdeu quatro posições quando comparado com 2008. 

Dentre os países do BRICS, Brasil é o único que apresenta a queda. No mesmo período, a África do Sul subiu duas posições; Índia avançou uma, a Rússia manteve a colocação. Do grupo, a China foi a que mais cresceu, de acordo com o relatório: 10 posições. 

"Não mergulhamos para saber o que fez o Brasil ter um desempenho pior dentro dos países do BRICs", reconheceu a coordenadora do Atlas do Desenvolvimento Humano Brasileiro, Andrea Bolzon. Coincidência ou não, a partir de 2008 o Brasil só teve um crescimento melhor do que o apresentado pela Rússia no grupo dos Brics. 

Entre os países de desenvolvimento humano alto, mesmo grupo do Brasil, 19 avançaram na classificação do PNUD entre 2008-2013. O melhor desempenho foi alcançado pela Turquia, que, durante esse período, avançou 16 pontos. O Peru também teve melhora na colocação, subindo 8 pontos. A maior queda no período foi registrada por Seychelles, que perdeu 12 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.