Brasil tem 2 das Sete Maravilhas portuguesas

Igreja de Ouro Preto e convento em Salvador foram os escolhidos

Eduardo Kattah e Ivana Moreira, BELO HORIZONTE, O Estadao de S.Paulo

11 de junho de 2009 | 00h00

Dois patrimônios históricos brasileiros foram escolhidos entre as Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo, um concurso no qual concorreram 27 monumentos em três continentes. A Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto (MG), e o Convento de São Francisco de Assis, em Salvador, foram as obras nacionais eleitas. O Brasil tinha o maior número de monumentos indicados, sete, mas só poderia eleger dois. As outras maravilhas eleitas foram a Fortaleza de Diu e a Basílica de Bom Jesus, na Índia, a Cidade Fortificada de Mazagão, no Marrocos, a Cidade Velha de Santiago, em Cabo Verde, e as Ruínas de São Paulo, na China. Participaram do concurso, com votação pela internet, mais de 239 mil pessoas em diferentes países. O resultado foi anunciado ontem à noite, em Lisboa, numa festa que reuniu artistas de vários países, entre eles a cantora Daniela Mercury. Ontem, comemorava-se o Dia de Portugal. A eleição da Igreja de São Francisco de Assis foi comemorada em Ouro Preto. O templo, cuja construção em estilo rococó foi iniciada em 1766, reúne significativos trabalhos de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e Manuel da Costa Ataíde, dois dos mais importantes nomes da arte colonial brasileira. Aleijadinho assina o projeto arquitetônico e Mestre Ataíde pintou o teto da igreja. "É um dos monumentos mais visitados de Ouro Preto, um emblema da cidade e da obra do Aleijadinho. Aqui ele é escultor, entalhador e arquiteto ao mesmo tempo", disse o prefeito Ângelo Oswaldo.No Convento de São Francisco, em Salvador, está preservada a mais importante série de azulejos do tipo Dom João V. "Não deixamos só a língua, deixamos patrimônio por todo o mundo", observou o ministro da Cultura de Portugal, José António Pinto Ribeiro.Pouco divulgada no Brasil, a eleição pela internet teve início em dezembro e terminou no domingo. Além dos dois vencedores brasileiros, concorriam outras cinco construções, como o Mosteiro de São Bento, no Rio, e o Convento de Santo Antônio, em Olinda (PE). AS ESCOLHIDAS Igreja de São Francisco de Assis, na cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais Convento de São Francisco de Assis, em Salvador, na Bahia Fortaleza de Diu, na Índia Basílica de Bom Jesus, também na Índia Cidade Fortificada de Mazagão, no Marrocos Cidade Velha de Santiago, em Cabo Verde Ruínas de São Paulo, na China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.