Brasileira é assassinada por marido na Flórida

A mineira Tatiana Barros, de 23 anos, foi assassinada no domingo por seu marido, Fagner Barros Dias, na cidade de Tampa, no Estado da Flórida, Estados Unidos. O também brasileiro Fagner, de 24 anos, esfaqueou a mulher Tatiana após uma discussão e está preso na Orient Road Jail, acusado de assassinato em primeiro grau. Pela legislação da Flórida, Fagner pode ser condenado à prisão perpétua ou à morte, executado com injeção letal.Segundo a porta-voz da polícia de Tampa, Laura Mc Elroy, Tatiana e Fagner tiveram uma briga séria no sábado à noite e a brasileira foi dormir na casa de amigos. Ela voltou ao apartamento do casal no domingo de manhã, acompanhada de amigos, para buscar suas coisas. Fagner pediu para ficar sozinho com a esposa por um momento e a esfaqueou. Tatiana morreu no local. Um vizinho ligou para o 911 (telefone de emergência). Quando a polícia chegou, Fagner se entregou, ensangüentado, e disse: "Ponham as algemas em mim. Esfaqueei minha mulher."O casal tem um filho de seis anos, Thayllon, que está na casa de uma tia em Tampa. O Departamento de Infância e Família dos Estados Unidos vai decidir onde o menino vai morar.Tatiana é da cidade mineira de Ipatinga. Fagner é auxiliar de construção civil, trabalhava instalando azulejos para a empresa Spectra Flooring.O corpo de Tatiana está no Instituto Médico Legal de Tampa, na Florida. Procurados pelo Estado, o cônsul do Brasil em Miami, Luis Felipe Mendonça, e a assistente consular, Nadia, não foram encontrados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.