Brasileira é encontrada carbonizada na Itália

O corpo da jovem de 29 anos estava rodeado de velas no centro de estética do qual ela era proprietária

O Estado de S. Paulo

13 Dezembro 2013 | 16h13

Uma brasileira foi encontrada morta na noite de quinta-feira, dia 12, na Itália, dentro de um centro de estética do qual era proprietária na cidade de Mola di Bari, na região da Puglia, segundo informações da Agência Ansa. O corpo de Bruna Bovino, de 29 anos, estava semicarbonizado em cima de uma maca do estabelecimento, rodeado por velas. Os bombeiros foram chamados por vizinhos, que sentiram o cheiro de queimado.

Um médico legal da polícia italiana afirmou que o corpo da jovem tem algumas lesões no crânio, mas que "poderiam ser compatíveis com uma queda". "A cena onde o corpo foi encontrado não esclarece muita coisa. Serão necessárias mais investigações e perícias", disseram os policiais. De acordo com a imprensa local, Bruna era filha de um italiano e de uma brasileira e o centro de estética, denominado Arwen, estava em seu nome.

No fim de agosto, outra brasileira, Marília Rodrigues Silva Martins, foi encontrada morta na Itália. Grávida do proprietário da empresa para a qual trabalhava, a jovem de 29 anos foi assassinada pelo pai da criança, o italiano Claudio Grigoletto.

Mais conteúdo sobre:
Itália Puglia brasileira morta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.