Ansa
Ansa

Brasileira é presa após matar companheiro a facadas na Itália

Mulher alegou que agiu em legítima defesa e que homem a agredia frequentemente; depois de crime, ela ameaçou se jogar de prédio

O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2017 | 09h14

GÊNOVA - Uma cidadã brasileira de 40 anos foi presa nesta quinta-feira, 22, em Gênova, no noroeste da Itália, após ter matado seu companheiro, Alessio Rossi, de 35, a facadas durante uma briga. Aos investigadores, a mulher disse que agiu em legítima defesa e que ele a "agredia" frequentemente.

O caso aconteceu em um prédio residencial situado no bairro periférico de Campasso, e o homem ainda tentou escapar pelas escadas, mas acabou morrendo.

A brasileira se trancou dentro do apartamento e ameaçou se jogar pela janela, porém foi convencida pelas forças de segurança a se entregar.    

Segundo as primeiras informações, o homem já tinha um histórico de agressões contra a companheira. O caso é investigado pela Polícia de Gênova, que tenta reconstruir as circunstâncias exatas do homicídio. /ANSA

Tudo o que sabemos sobre:
Itália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.