Brasileiro acusado de matar família no Japão voltou a SP

A polícia japonesa emitiu uma ordem de prisão internacional contra o brasileiro Edilson Neves Donizeti, de 43 anos, principal suspeito de ter assassinado a namorada e os dois filhos dela no Japão. Segundo a polícia, Donizeti deixou o Japão rumo a São Paulo.A nipo-brasileria Misaki Sonia Aparecida Ferreira Sampaio, de 41 anos, e o filho Hiroyuki, de 10, foram encontrados estrangulados na noite de sexta-feira, 22, no apartamento da vítima, em Yaizu, cerca de 160 quilômetros a oeste de Tóquio. Horas mais tarde, a polícia encontrou o corpo do outro filho de Misaki na casa do namorado dela na mesma cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.