Stefano Rellandini/Reuters
Stefano Rellandini/Reuters

Brasileiro é denunciado na Itália por vandalismo no Coliseu

Turista de 17 anos tentou gravar as iniciais de seu nome com uma pedra em uma parede do local

O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2018 | 06h35

ROMA- Um turista brasileiro de 17 anos foi denunciado na segunda-feira, 16, por tentar gravar as iniciais de seu nome em uma parede interna do Coliseu de Roma.

+ Após terremoto, Itália ativa unidade de crise para verificar danos provocados ao Coliseu

O adolescente foi flagrado por policiais e responderá em liberdade por "dano agravado" ao patrimônio público. Ele tentou gravar suas iniciais no monumento mais visitado da Itália com uma pedra.

+ Torre Eiffel e Coliseu homenagearão vítimas de Manchester

Também chamado de "Anfiteatro Flavio", o Coliseu começou a ser erguido sob o império de Vespasiano, em 72 d.C., mas foi concluído apenas oito anos depois, quando Roma era comandada por Tito.

A arena era usada para combates de gladiadores e espetáculos públicos, e estima-se que sua capacidade original era de 50 mil a 80 mil pessoas. / ANSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.