Brasileiro é detido com plantação de maconha na Espanha

Homem tinha, em sua casa, mais de 800 plantas e um laboratório para o processamento da droga

Efe,

14 de agosto de 2007 | 15h40

A Guarda Civil espanhola deteve um cidadão brasileiro na localidade de Valdelaguna, em Madri, onde tinha um cultivo de maconha com mais de 800 plantas, que poderiam alcançar no mercado um valor de mais de US$ 136.000, e um laboratório para o processamento da droga. O detido e suposto responsável pela plantação foi identificado com as iniciais C.A.S.N., um cidadão brasileiro de 29 anos acusado de crime contra a saúde pública. Os pés de maconha encontrados em Valdelaguna, localidade situada a 49 quilômetros da capital espanhola, estavam perfeitamente escondidas e condicionadas, informou a Guarda Civil. A descoberta foi possível depois que os agentes receberam o aviso de uma pessoa que suspeitou de algumas plantas que sobressaíam pelo muro. Na revista, além das cerca de 800 plantas, os agentes acharam um quarto que era utilizado como laboratório e no qual foram localizados diversos utensílios como lâmpadas, umidificadores, sistemas de irrigação e locais para secar.

Tudo o que sabemos sobre:
Drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.