Brasileiro é detido por dirigir na calçada da Casa Rosada

Seguranças do palácio presidencial da Argentina temiam um atentado contra a presidente Cristina Kirchner

Ariel Palácios, de O Estado de S. Paulo,

14 de maio de 2009 | 16h45

Os integrantes da Polícia Federal argentina levaram um susto quando um veículo dirigido por um jovem subiu inesperadamente no calçadão (a rua de pedestres) na frente da Casa Rosada, o palácio presidencial, nesta quinta-feira, 14. Os policiais - que temiam que fosse um atentado contra a presidente Cristina Kirchner - detiveram o automóvel.

 

O jovem motorista - um brasileiro residente na Argentina, cuja identidade não foi revelada - desceu do Ford K que dirigia e tentou atacar os policiais com a trava do volante.

 

Segundo os policiais, o jovem estaria embriagado. No momento em que foi detido, aos gritos, no meio de insultos às forças de segurança, fez referências a problemas econômicos pessoais.

 

O jovem, após ser contido pelos policiais, foi levado à Delegacia Número Dois. O jovem - que não possuía antecedentes penais - foi liberado horas depois pela polícia, que considerou que não havia ocorrido tentativa alguma de atentado contra o palácio presidencial. "Ele não quis fazer um atentado contra a presidente. Não há nada a investigar", declarou o delegado Mario Morales.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.