Brasileiro é morto por policiais em Sydney, diz jornal

Turista de 21 anos foi morto na Austrália ao ser atingido quatro vezes por armas de choque

estadão.com.br,

19 Março 2012 | 19h11

SÃO PAULO - Um turista de 21 anos foi morto em uma rua do centro de Sydney, na Austrália, ao ser atingido por armas de choque, conhecida como taser, na madrugada de domingo. Segundo a imprensa australiana, o jovem é brasileiro, estava sem camisa e fugia de policiais da cidade quando foi atingido.

De acordo com o jornal Sydney Morning Herald, seis agentes perseguiam o rapaz, que estava de mãos vazias, pela Pitt Street, por volta das 5h30 (horário local). Como ele desobedeceu a ordem de parada, os agentes dispararam contra o rapaz. Quando caiu, os policiais se jogaram sobre o jovem e atiraram mais três vezes.

Segundo a polícia do Estado de New South Wales, a família do jovem já havia sido contactada no Brasil, mas ele ainda não foi identificado oficialmente. O corpo do jovem deve passar por autópsia e exames toxicológicos para saber se ele havia consumido drogas ou álcool.

Segundo o jornal, a investigação também tenta saber se a vítima estava envolvida num furto de um pacote de bolachas num posto de conveniência momentos antes.

O Ministério de Relações Exteriores informou que acompanha as investigações do caso e o consulado do Brasil em Sydney está em contato com as autoridades locais. Segundo o Itamaraty, os familiares entraram em contato com o governo e deverão receber apoio consular. O governo brasileiro só poderá questionar as circunstâncias do acontecido após a identificação oficial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.