Brasileiro e namorada são espancados até a morte

O brasileiro Ego Esterling, de 40 anos, e sua namorada argentina, Laura Ginar, de 28, foram assassinados a pancadas, na madrugada de anteontem, em Guaymallén, Província de Mendoza, oeste da Argentina. A mulher recebeu também um tiro na cabeça. Os corpos foram encontrados pelo filho de Laura, de 3 anos, que, em estado de choque, avisou aos avós maternos, vizinhos do casal. Esterling era empresário do setor de exportações de alho, um dos principais produtos da região.Segundo policiais, o brasileiro foi atacado enquanto dormia, de cuecas, na cama. Ela foi espancada em um outro cômodo da casa, mas foi encontrada vestida no quarto do casal. Segundo informações extra-oficiais, Esterling e Laura teriam tentado resistir. Há sinais de violência. No entanto, os pais da argentina nada ouviram na casa ao lado.A Polícia de Mendoza não tem pistas sobre o autor - ou autores - do crime. O chefe das investigações, Juan Carlos Caleri, afirmou que "todas as hipóteses estão sendo levadas em conta". Caleri disse que "há um elemento que está faltando" da casa, em relação a eventuais objetos roubados. As autoridades não descartaram vingança por questões comerciais nem crime passional. Uma das hipóteses avaliadas pela imprensa em Guaymallén é que Esterling teria levado a Mendoza uma quantia substancial de dinheiro, que teria desaparecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.