Brasileiro é preso na Colômbia acusado de integrar as Farc

O brasileiro Michael Cuello Souza, que supostamente pertence a principal guerrilha da esquerda colombiana foi preso na quarta-feira, 4, pela polícia em uma cidade localizada em uma zona da selva no leste da Colômbia. A polícia acredita que ele tenha participado de vários ataques contra as Forças Armadas do país. A captura de Souza, conhecido como Isauro, aconteceu em Inirida, capital do departamento de Guainia, na fronteira com a Venezuela, 700 quilômetros ao leste de Bogotá. De acordo com as autoridades militares e policiais, o brasileiro se incorporou as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em 2000. Souza tinha uma ordem de captura pelo delito de rebelião. Segundo informações policiais, ele participou em 2001 de um assalto contra uma base militar do departamento de Putumayo. Na ocasião, morreram 37 militares. As autoridades militares e policiais entregaram fotografias nas quais o brasileiro aparece uniformizado e armado no território que serve de sede para as negociações de paz que foram interrompidas em 2002. A Colômbia enfrenta um violento conflito interno de mais de quatro décadas. No meio do conflito, as Forças Armadas do país combatem as guerrilhas esquerdistas e os esquadrões paramilitares que são financiados pelo narcotráfico. As Farc asseguram que entre seus 17.000 combatentes há vários estrangeiros, mas não revelam quantos são e nem especificam suas nacionalidades.

Agencia Estado,

05 Abril 2007 | 06h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.