Brasileiro preso nos EUA é inocentado

O brasileiro Francisco Oliveira, de 31 anos, preso em Miami por 14 meses sob acusação de tentar matar a tiros o compositor colombiano Estéfano em maio de 2007, foi inocentado ontem por falta de provas. A única evidência apresentada durante o julgamento, que durou cinco dias, foi uma declaração de Estéfano incriminando Oliveira. "Não há arma, não há impressão digital, não há DNA, não há testemunhas oculares", afirmou o advogado do brasileiro, Frank Rubio. Oliveira, que trabalhou para o compositor e nega a presença no local do atentado, chorou ao ouvir o veredicto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.