Brasileiro que supostamente matou a esposa é preso na Espanha

Vítima também é brasileira e suposto agressor deve ficar à disposição da Justiça espanhola

Efe,

18 Agosto 2008 | 08h40

Um cidadão brasileiro foi detido na cidade espanhola de Vigo, na Galícia (noroeste da Espanha), como suposto autor do assassinato de sua companheira, também brasileira, e mãe de duas crianças, segundo informações da polícia. Segundo a fonte, na noite do domingo o agora detido, Manuel D. D. S., de 44 anos, bateu fortemente com um tijolo em Aelica da Costa, de 25 anos, e posteriormente fugiu de casa.   O suposto assassino foi detido cerca de duas horas mais tarde em uma pizzaria da mesma cidade e se encontra na delegacia, onde prestará depoimento nesta segunda-feira, 18. A previsão é de que ele seja posto à disposição dos juízes já na terça-feira.   Segundo fontes da investigação, a morte da mulher aconteceu na presença de seus filhos, de 3 e 4 anos de idade, que alertaram uma vizinha sobre a agressão. Quando a Polícia chegou à casa encontraram a mulher já morta, com um forte golpe na cabeça, supostamente ocasionado com um tijolo que se encontrava ao lado da vítima.   A jovem morta, que trabalhava como empregada de família, estava há dois meses vivendo em Vigo, enquanto seu parceiro fazia 15 dias que tinha chegado à cidade. Segundo um amigo da família, no apartamento onde foi achado o corpo moravam o casal, seus dois filhos e os pais dela, que não estavam no momento da agressão.   A Polícia informou que não existe nenhuma denúncia de maus tratos ou ordem de afastamento contra Manuel D. D. S. Nos arredores da casa, uma amiga da jovem disse aos jornalistas que a vítima costumava discutir com seu parceiro e que durante uma das últimas discussões, no sábado passado, "ninguém se atreveu" a chamar a Polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.