U.S. Air Force /Master Sgt. Lance Cheung
U.S. Air Force /Master Sgt. Lance Cheung

Brasileiros podem estar incomunicáveis ou à deriva, dizem autoridades americanas

Hipótese de que os brasileiros estejam vivos é reforçada pela guarda costeira dos EUA, que não encontrou vestígios de naufrágio

(Lu Aiko Otta, O Estado de S.Paulo

26 Dezembro 2016 | 21h37

BRASÍLIA - As autoridades americanas trabalham com a hipótese que os brasileiros desaparecidos estejam vivos, provavelmente mantidos incomunicáveis em algum ponto, aguardando o melhor momento para ingressar ilegalmente nos Estados Unidos. Essa foi a informação que chegou ao Itamaraty. 

Essa linha é reforçada pelo fato de a guarda costeira americana não haver encontrado vestígios de naufrágio. Por isso, outra hipótese em investigação pelas autoridades norte-americanas é que a embarcação esteja à deriva. 

Os brasileiros que pretendiam ingressar ilegalmente nos EUA estão desaparecidos desde o dia 6 de novembro. Em nota, o Ministério das Relações Exteriores informou que acompanha o caso desde o dia 15 de novembro. “Nessa data, familiares de brasileiros que viajaram para as Bahamas informaram a Embaixada do Brasil em Nassau de que haviam perdido contato com eles no dia 6 daquele mês.” 

A informação do desaparecimento foi imediatamente repassada à Polícia Federal e às autoridades migratórias, policiais e guardas costeiras de Bahamas e dos Estados Unidos. Desde então, o Itamaraty vem trabalhando em conjunto com essas instituições. 

Até o momento, porém, não há informações sobre o paradeiro das pessoas ou do barco em que elas estavam.  “Por meio da Embaixada do Brasil em Nassau e do Consulado-Geral do Brasil em Miami, o Itamaraty segue engajado na busca de informações, em contato permanente com as autoridades dos EUA e das Bahamas, bem como com as famílias dos brasileiros desaparecidos que procuraram auxílio”, diz a nota. Ela acrescenta que, por respeito à privacidade das pessoas desaparecidas, não divulga detalhes sobre a identidade delas. 

Essa não é a primeira vez que a rota marítima entre Bahamas e a Flórida é utilizada. Já houve um caso em que uma embarcação com brasileiros foi interceptada.

Mais conteúdo sobre:
Estados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.