Brasileiros vão às compras e desaparecem no Paraguai

Dois brasileiros estão desaparecidos no Paraguai desde 15 de junho, um dia depois que saíram de Varginha (MG), onde residem, para fazer compras em Ciudad del Leste, no Paraguai. Um detetive particular foi enviado pela família dos dois ao Paraguai, mas até a tarde desta quinta-feira, 6, não havia conseguido nenhuma pista sobre o paradeiro deles.Nilton de Assis, de 51 anos, e Jean Carlos Costa, de 31, foram vistos pela última vez tomando um táxi em Ciudad del Leste para a vizinha Foz do Iguaçu, segundo um amigo da dupla. Assis viaja semanalmente para o Paraguai há 20 anos, e "nunca ficou tanto tempo fora sem se comunicar com a família", disse sua irmã Jerusa Helena Conde. Ele revende as mercadorias adquiridas no Paraguai para comerciantes de Varginha e região.Uma amiga da família, que reside no Paraná, disse ter assistido a um noticiário da TV paraguaia informando que os dois haviam sido presos no país vizinho. A informação não pôde ser confirmada até o momento. De acordo com Jerusa, o irmão nunca teve problemas com as autoridades paraguaias, mas já foi retido pela Receita Federal. "Nesses casos, ele sempre teve o direito de fazer pelo menos uma ligação telefônica e nunca ficou detido, tendo apenas a mercadoria apreendida até o pagamento dos impostos. Tememos que algo sério tenha acontecido com eles", comentou Jerusa. Os consulados brasileiros no Paraguai estão colaborando com as investigações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.