Brasília tem melhor qualidade de vida do Brasil, diz estudo

Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro são as melhores cidades brasileiras em qualidade de vida, apesar de terem ficado abaixo da 100ª colocação, segundo um estudo da empresa de consultoria Mercer HR, que coloca San Juan e Buenos Aires como as mais bem classificadas entre as latino-americanas. Brasília ficou em 104º lugar, São Paulo obteve a 114ª colocação e Rio de Janeiro está no 115º posto, segundo o estudo. Havana e Porto Príncipe apareceram este ano entre as cidades latino-americanas com pior qualidade de vida no estudo da Mercer HR. Em uma pesquisa que já no ano passado situava as duas cidades em lugares muito atrasados, Havana caiu duas posições em relação a 2006 e aparece em 189º lugar em uma lista de 215 cidades - não só capitais - de vários continentes. Apesar de ter subido dois postos comparado ao ano passado, Porto Príncipe está ainda pior situado do que a capital cubana, ao ficar no 200º lugar. Melhor e pior Para elaborar este índice de metrópole, que situa a suíça Zurique no primeiro lugar e Bagdá como a pior avaliada, são analisados não só condições políticas, sociais e econômicas da cidade, mas também fatores ambientais, sanitários, educativos e de segurança. Segundo o estudo, divulgado no Reino Unido, as cidades européias e australianas continuam dominando o ranking de cidades com mais qualidade de vida, com a também suíça Genebra no segundo lugar, seguida por Vancouver (Canadá), Viena e Düsseldorf (Alemanha), que compartilha posição com a neo-zelandesa Auckland. Baseado em uma avaliação de 39 indicadores de qualidade de vida, entre eles os serviços públicos, a análise situa a partir do 100º lugar outras grandes cidades latino-americanas. Entre elas estão San José (106º), Assunção (111º), Quito (118º), Lima (120º), México DF (128º), La Paz (139º), Guatemala (140º), Caracas (141º), Bogotá (143º), San Salvador (164º), Manágua (170º) e San Pedro Sula (180º). A violência em Bagdá coloca a cidade novamente no final da lista, onde também estão a capital do Congo, Brazzaville; a capital da República Centro-Africana, Bangui; e a do Sudão, Cartum. O diretor do relatório, Slagin Parakatil, disse que a "brecha entre as cidades com pior e melhor ranking aumentou nos últimos anos", após uma classificação na qual os primeiros e últimos lugares são protagonizados pelas mesmas cidades do ano passado.

Agencia Estado,

01 Abril 2007 | 22h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.