Breve rebelião em Hortolândia deixa dois presos em estado grave

Sete presos foram baleados, sendo que dois ficaram em estado grave, durante a rebelião motivada pela tentativa de fuga frustrada na Penitenciária 3 do CDP (Centro de Detenção Provisória) do Complexo Campinas/Hortolândia, na manhã desta segunda feira. O motim começou ás 8 horas e terminou perto do meio dia. Houve tiroteio e o helicóptero Águia da PM fez sobrevôo e não localizou fugitivos.A confusão no CDP começou após a descoberta dos agentes penitenciários da escavação de um túnel em um dos pavilhões. Seis agentes penitenciários chegaram a ser mantidos como reféns mas liberados a seguir sem ferimentos. A Policia Militar está de prontidão, deve fazer a recontagem do presos e varredura nas alas do presídio. O CDP tem capacidade de 750 detentos e estava com 1.344 pessoas.

Agencia Estado,

06 de março de 2006 | 12h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.