Briga de bar termina em morte e taxista é preso

O taxista Antonio Evangelista da Silva, de 37 anos, foi preso por policiais militares e autuado em flagrante, no 3º DP ? Campos Elísios, por assassinar com tiros, no início da noite de domingo, Romildo Carmo Pereira Carlos, de 26, durante um briga, em um bar da Rua Formosa, no calçadão do Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo.PMs que estavam na base, no Vale, ouviram estampidos e um tumulto no bar, perto da esquina com a Av. São João. Ao chegarem, ainda avistaram o motorista de arma em punho e o baleado apresentava sinais vitais. O resgate o socorreu à Santa Casa de Misericórdia, onde Romildo morreu.Ao ser interrogado, na delegacia Evangelista alegou que era uma discussão banal, e que a vítima o agrediu. Como estava armado, reagiu, atirando várias vezes e a atingindo mortalmente. O taxista foi recolhido à carceragem e só responderá em liberdade se o advogado conseguir o relaxamento do flagrante, o que policiais do distrito acreditam que não acontecerá.

Agencia Estado,

05 de abril de 2004 | 05h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.