Briga de delegada com a filha acaba em morte

Uma discussão entre a delegada de polícia Lúcia Gomes da Cruz, de 46 anos, e a filha Fernanda Pereira de Alencar, de 17, na tarde de ontem, terminou com a morte da garota e ferimento grave na policial. Viúva, Lúcia, que é plantonista do 87º DP?Vila Pereira Barreto, em Pirituba, na Zona Oeste, morava naquela casa com as duas filhas. A briga foi provocada pelo fato de Fernada ter dormido, de sábado para Domingo, na casa do namorado, de nome Guilherme, contrariando as ordens da mãe, que era contra o namoro.Segundo as informações preliminares do inquérito, que foi instaurado no 18º DP-Moóca, Fernanda tinha problemas dedepressão, desde a morte do pai, por câncer, meses atrás. Durante a discussão, Fernanda apanhou o revólver de calibre 38 da mãe, ameaçando suicidar-se. Lúcia correu para impedir e abraçou-se com a garota. A arma disparou e um único projétil atravessou o peito da menina e atingiu a mãe, também no peito.Fernada morreu e Lúcia foi internada no Hospital São Cristóvão. Submetida a cirurgia, a delegada já teve a bala retirada de seu corpo, mas seu estado, segundo os médicos ainda é preocupante. Como a policial estava inconsciente, quando foi internada, a versão registrada no inquérito poderá ser modificada, durante as investigações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.