AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Briga em escola leva menino de 7 anos à Justiça

Uma briga corriqueira entre duas crianças de sete anos acabou na Justiça em Petrópolis, Região Serrana do Rio. O garoto Felipe Ragazzi foi acusado pelos pais da menina Ana Carolina Nunes de agredi-la na escola. Eles chegaram a prestar queixa na delegacia da cidade. A Promotoria da Infância e Juventude decidiu arquivar o caso. Colegas da 1ª série do Ensino Fundamental no Colégio Santa Isabel, um dos mais tradicionais de Petrópolis, Felipe e Ana Carolina brigaram há um mês, no fim do recreio.Segundo o menino, ele tropeçou e caiu em cima dela. Ana Carolina não gostou e bateu em Felipe com sua merendeira. O menino deu-lhe então uma rasteira e a garota bateu com a cabeça no chão, o que fez com que ficasse com a região inchada. Os dois choraram. "Não foi nada demais", diz Felipe.O delegado de plantão convocou o pai de Felipe para prestar depoimento e ainda quis que o garoto também assinasse o que ele relatou. Por pouco o menino não teve de comparecer à Promotoria da Infância e Juventude para dar sua versão - a promotora Maria de Lourdes Feo Polônio decidiu antes pelo arquivamento, por não considerar a situação grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.