WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Briga entre adolescentes de facções rivais da Maré deixa pelo menos dois feridos

Moradores informam que um adolescente de 15 anos, Vinícius Guimarães, morreu no local; A polícia não confirma a informação

Clarissa Thomé e Wellington Bahnemann, O Estado de S.Paulo

30 Março 2014 | 15h54

RIO - Uma briga entre adolescentes de facções rivais, no Complexo da Maré, deixou pelo menos dois feridos. A confusão começou como uma guerra de pedras entre os adolescentes, que estavam na divisa da Baixa do Sapateiro (área a dominada pela facçãoTerceiro Comando Puro) e Nova Holanda (área dominada pelo Comando Vermelho).

Durante o enfrentamento, um dos rapazes pegou uma pistola e atirou nos rivais. Dois adolescentes, de 16 e 13 anos, foram feridos e levados para o Hospital Federal de Bonsucesso. Moradores informam que um menino de 15 anos, Vinícius Guimarães, morreu no local. A polícia não confirma a informação. A Linha Vermelha chegou a ser fechada por moradores que fizeram uma manifestação, e motoristas tentaram voltar na contramão.

“A briga ocorreu na divisa da favela entre as duas facções. Eram adolescentes se estranhando, começou uma guerra de pedra e um pegou uma arma que estava escondida lá e atirou nos outros”, contou o comandante do Batalhão de Choque, tenente-coronel André Vidal. Segundo ele, a briga ocorreu num ponto da favela em que não havia policiais nem do Choque, nem do Batalhão de Operações Especiais. “Ainda estamos checando o que ocorreu e a informação de que um dos adolescentes morreu”.

Mais conteúdo sobre:
Complexo da Maré ocupação Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.