Briga por R$ 1,5 mil mata treinador de boxe

Por causa de uma dívida de R$ 1,5 mil, o ex-pugilista e professor de boxe José Santa Rosa Lopes, de 85 anos, foi executado por um de seus alunos, nesta quinta-feira à tarde, em Campinho, na zona oeste do Rio. O boxeador Walmir Nascimento, de 19 anos, autor do disparo que matou Lopes, e seu comparsa, Alexandre Galdino, de 18 anos, foram presos em flagrante depois do crime. O delegado da 30ª Delegacia Policial (Campinho), Allan Luxardo, contou que Nascimento treinava na academia de boxe Santa Rosa, de propriedade de Lopes, no centro da cidade.Em janeiro, o lutador participou de uma competição em Brasília, pela qual deveria ter ganho, de Lopes, R$ 1,5 mil. "Ele confessou que ficou revoltado com o não-pagamento e quis se vingar", disse o delegado. O crime ocorreu por volta das 13 horas, na casa do professor, que fica no número 857 da Rua Carlos Xavier. Policiais da região passavam pelo local e ouviram o tiro, disparado de um revólver calibre 38, prendendo a dupla em seguida.O delegado disse que Nascimento oferecera metade do prêmio a Galdino, caso ele desse cobertura ao crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.