Brincadeira com arma mata criança de 13 anos

O estudante Fábio Henrique Cateli, de 13 anos, morreu, com um tiro no rosto, durante uma brincadeira com arma, no interior de sua residência, localizada no Parque Novo Mundo, zona norte da capital paulista. O acidente aconteceu na tarde de ontem. O revólver calibre 38, que pertencia ao pai do garoto, Antônio Batista Nunes da Fonseca, era guardado dentro de um móvel da casa. Fábio e seu colega, T.M.N., de 15 anos, resolveram brincar com a arma. Dentro do revólver havia 4 balas, mas, sem perceber, T.M.N. acabou deixando uma das munições no bujão da arma e disparou contra Fábio. Policiais militares do 5º Batalhão ainda levaram a criança para o Hospital Ítalo-brasileiro, mas o menino não resistiu.O menor, autor do disparo, será encaminhado ao S.O.S. Criança e, posteriormente, à Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor (Febem). O caso foi registrado no Distrito Policial do Parque Novo Mundo, pelo delegado Arnaldo Acbas de Lima.R o l e t a - r u s s a - Outra brincadeira entre dois adolescentes também terminou em tragédia, desta vez, na zona leste da capital paulista, no interior de uma residência no bairro de Artur Alvim. Na tarde da última sexta-feira, dois menores realizaram uma roleta-russa utilizando um revólver calibre 38. A arma pertencia à policial Maria Betânia de Andrade Sangi, soldado da 3ª Companhia do 8º Batalhão da Polícia Militar, irmã do menor R.G.A. e autor do disparo que atingiu a cabeça de F.L.C.S, de 15 anos. O caso foi registrado no 21º Distrito Policial, de Vila Matilde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.