Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Brincadeira com arma termina em tragédia em SP

Uma brincadeira terminou em tragédia na zona leste de São Paulo no final da noite de segunda-feira. Renan Roberto Davi, de 16 anos, matou o colega, Alex Vieira de Arruda, de 17, com um tiro ao tentar assustá-lo com a arma do pai. O incidente, segundo a polícia, ocorreu no final da noite, na porta da casa do autor do disparo, no Jardim Planalto, Região de Sapopemba. Os dois garotos saíram da escola e, quando chegaram em frente à casa do autor do tiro, ele entrou. Pouco depois, saiu com um revólver calibre 38. Segundo informou à polícia, a intenção do adolescente seria assustar o colega, mas a arma acabou disparando. O tiro atingiu o rosto e saiu pela nuca de Alex, que chegou a ser levado para o pronto-socorro Sapopemba, mas não resistiu ao ferimento. O menor autor do disparou correu e se trancou no banheiro da casa, onde foi encontrado por PMs da 3ª Companhia do 19º Batalhão. Segundo o Sargento Sanches, o revólver possui registro, mas o porte de armas do pai do garoto está vencido. Como o crime é afiançável, o pai, Carlos Roberto Davi, 41 anos, ficará em liberdade. Já o adolescente irá para a Febem.

Agencia Estado,

06 de junho de 2006 | 06h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.