Britânicos resgatam brasileiras vítimas de tráfico sexual

A polícia britânica prendeu mais de 200 pessoas e libertou 84 vítimas de tráfico sexual, entre elas três brasileiras, durante os quatro meses da operação batizada de Pentameter. As brasileiras estão agora sob a proteção de ONGs dedicadas às vítimas de tráfico humano e vão ter que decidir em breve se preferem voltar para casa no Brasil ou ficar na Grã-Bretanha, para testemunhar durante o processo judicial contra os suspeitos.Oficiais participando da operação disseram que a maior parte das mulheres libertadas vinha do Leste Europeu, mas que já há uma tendência de tráfico de jovens vindas da América do Sul e da África.Durante a operação, que invadiu cerca de quinhentas casas de massagem, saunas e bordéis, foram encontradas várias crianças e adolescentes, a maior parte delas de países como Serra Leoa, Gana e Camarões. Crianças grávidasA metade das mulheres havia engravidado, o que fazia com que elas "perdessem o valor comercial" e fossem descartadas pelas gangues.As mulheres e meninas - que muitas vezes eram convencidas a viajar para a Grã-Bretanha com ofertas de emprego irrecusáveis - tinham seus passaportes tomados na chegada e eram violentamente forçadas a trabalhar como prostitutas. Algumas chegavam a ter relações sexuais com até 40 homens por noite. Os preços pagos por uma mulher vítima do tráfico ao chegar à Grã-Bretanha podem chegar a 8 mil libras (o equivalente a R$ 33 mil), sendo que as mulheres com ar inocente atraem os preços mais altos.Troca de informaçõesUma das maneiras usadas pela polícia para desbaratar as gangues foi pedir aos clientes de prostitutas que denunciassem locais apresentando indícios de tráfico de mulheres.Em troca, eles não seriam processados. Outra estratégia era usar informações conseguidas com comunidades locais para encontrar bordéis escondidos. A polícia britânica acredita que a libertação de 84 mulheres foi apenas a ponta do iceberg e que centenas de vítimas ainda estão nesta situação na Grã-Bretanha. Depois do sucesso da operação Pentameter, uma nova unidade policial dedicada ao combate ao tráfico humano está sendo montada e deve começar a funcionar em setembro deste ano, em Sheffield, norte da Inglaterra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.