Busca na madrugada não encontra sinais de avião desaparecido

Condições do tempo eram boas quando aeronave da FAB com onze pessoas a bordo desapareceu na Amazônia

Neri Vitor Eich, da Agência Estado,

30 de outubro de 2009 | 08h25

Aeronave igual à desaparecida; sinal de emergência foi enviado 58 minutos após decolagem. Foto: FAB

 

SÃO PAULO - A equipe de buscas ao avião C-98 Caravan da Força Aérea Brasileira (FAB) que desapareceu na quinta-feira, 29, com 11 pessoas a bordo prosseguiu seu trabalho durante a madrugada, mas ainda não avistou sinais da aeronave, apesar das boas condições do tempo. O avião transportava quatro tripulantes e sete passageiros e apoiava missão de vacinação do Ministério da Saúde.

 

Segundo boletim divulgado na manhã desta sexta-feira, 30, pelo Comando da Aeronáutica, as condições meteorológicas eram boas no momento em que o aeronave enviou o sinal de emergência, 58 minutos após a decolagem.

  

O C-98 Caravan desapareceu durante um voo entre as cidades de Cruzeiro do Sul (AC) e Tabatinga (AM). Atuaram nas buscas desta madrugada um helicóptero HM-3 Cougar (do Exército Brasileiro) e o avião R-99 (da FAB), dotado de sensor para varredura térmica.

 

O helicóptero HM-3 Cougar decolou de Tabatinga às 23h03 (horário local) com destino a Cruzeiro do Sul, fazendo a rota inversa do avião desaparecido e pousou à 1h38 (horário local). A aeronave R-99 decolou às 2h10 (horário local) para realizar a primeira passagem de varredura e decolou novamente às 4h10 para realizar um segundo padrão de buscas.

 

Participam da operação neste momento sete aeronaves da FAB e uma do Exército Brasileiro, segundo a Aeronáutica. São dois helicópteros H-60L BlackHawk, um helicóptero HM-3 Super Cougar (Exército), um KC-130 Hércules, um SC-95 Bandeirante, dois C-105 Amazonas e um R-99.

Tudo o que sabemos sobre:
C-98 CaravanbuscasFAB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.