Busca por caixa-preta vai durar mais 20 dias, afirma Air France

Dirigente diz que há esperança, mas admite que talvez nunca se tenha resposta para o acidente do voo 447

Márcia Vieira, O Estado de S. Paulo,

02 Julho 2009 | 08h16

Apesar de já terem se passado 31 dias do acidente com o Airbus da Air France que fazia a rota Rio de Janeiro-Paris, ainda há esperanças de se encontrar as caixas-pretas do avião, segundo o diretor-geral da Air France, Pierre-Henri Gourgeon. Ele se encontrou na quarta-feira, 1º, na capital fluminense com as famílias das vítimas brasileiras durante uma missa e disse que as autoridades francesas vão continuar as buscas submarinas por pelo menos mais 20 dias. "As sondas dos submarinos ainda podem captar sinais na área onde o avião provavelmente caiu", afirmou.

Veja também

documento Relatório da BEA sobre o acidente (em inglês)

especialLeia íntegra da entrevista com o diretor da Air France

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

especialEspecial: Os desaparecidos do voo 447

especial Especial: Passo a passo do voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas da FAB pelo Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especialCronologia dos piores acidentes aéreos do mundo 

Gourgeon disse que todos os modelos Airbus A330 da companhia teriam as sondas pitot trocadas a partir de 1º de junho, um dia após a queda do avião que matou 228 pessoas. Isso não significa que a Air France admita que o acidente tenha sido provocado por um defeito nessas sondas que aferem a velocidade da aeronave. "Talvez nunca tenhamos todas as respostas", admitiu Gourgeon, que assumiu a direção-geral da companhia apenas seis meses antes do acidente.

Mais conteúdo sobre:
avião Air France voo 447 caixa-preta buscas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.