Buscas por vítimas de naufrágio no Rio Solimões são retomadas

Segundo a assessoria do 9. Distrito Naval da Marinha, número oficial de vítimas fatais é de 15 pessoas

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

05 de maio de 2008 | 07h44

As buscas por vítimas do naufrágio do barco "Comandante Sales", ocorrido neste domingo, 4, no Rio Solimões, na região de Manacapuru, no Amazonas, recomeçaram às 6 horas desta segunda-feira, 5, conforme informou o 9.º Distrito Naval da Marinha. Inicialmente, havia sido informado que pelo menos 16 pessoas tinham morrido no acidente. No entanto, um dos corpos que acabou sendo contado duas vezes provocou o equívoco. Assim, o número oficial de vítimas fatais permanece sendo de 15, de acordo com a assessoria do 9. Distrito Naval da Marinha.  Veja também: Barco que naufragou com 80 no Amazonas voltava de festa Embarcação com 80 passageiros naufraga no Amazonas Ainda no domingo, o Comando do 9º Distrito divulgou uma nota informando que a embarcação não tem inscrição na Capitania dos Portos, portanto, estava com a documentação irregular. Durante inspeção naval, realizada em janeiro deste ano, o barco for apreendido exatamente por não possuir a documentação legal nem tripulação habilitada para navegação. O "Comandante Sales" se acidentou quando viajava para Manacapuru, depois de uma festa na localidade de Lago Pesqueiro. Pelo menos 80 pessoas estavam a bordo. Alguns passageiros conseguiram nadar até a margem do rio, mas não foi divulgado ainda um número oficial de sobreviventes.

Tudo o que sabemos sobre:
AmazonasRio Solimõesnáufrago

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.