Cabala e plataformas

BRASIL2

, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2010 | 00h00

O plano de governo de Dilma Rousseff para energia vai, segundo o coordenador Marco Aurélio Garcia, enfatizar a construção de hidrelétricas-plataformas, que se aproximam do conceito das plataformas de petróleo e causam menos impacto ambiental. O programa trará 13 propostas para cada setor, como saúde, educação e transporte, entre muitos outros. A ideia se soma aos "13 compromissos com o Brasil" que serão firmados pela candidata. A quantidade de áreas que terão propostas específicas é bem maior que 13, o número do partido. "Não somos tão cabalísticos assim", diz Garcia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.