Cabeça e braço de pescador são comidos por jacaré-açu no Acre

Um jacaré-açu, considerado o maior predador dos rios da Amazônia, devorou a cabeça e o braço esquerdo do pescador Fredson Oliveira Andrade no interior do Acre. Segundo soldados do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul, no extremo norte do Estado, Andrade, de 28 anos, desapareceu no sábado à tarde depois de mergulhar de uma embarcação que navegava pelo rio Moa no município de Mâncio Lima, a 34 quilômetros de Cruzeiro do Sul.Os bombeiros passaram dois dias procurando pelo pescador que só foi encontrado na terça-feira, numa margem do rio, sendo devorado pelo jacaré. "Não sabemos se ele foi morto pelo jacaré ou o animal só resgatou o corpo para se alimentar", disse o sargento Eliomar da Silva Januário, do 1º Grupamento de Bombeiros de Cruzeiro do Sul.O jacaré-açu pode medir até seis metros de comprimento e já esteve na lista de animais ameaçados de extinção tanto pelo valor de sua pele negra quanto pela sua agressividade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.