Cabo da Aeronáutica é assassinado na zona norte de SP

Quando saiam de um bar na Rua José Carneiro dos Santos, no Jardim Centenário, zona norte da capital paulista, pouco antes das 23 horas de sexta-feira, o cabo da Aeronáutica Flávio de Lima Santos e a sua acompanhante, Camila da Silva, foram abordados por dois homens que os feriram com tiros. Camila sobreviveu mas o cabo foi morto. Testemunhas não sabem dizer se aconteceu uma tentativa de assalto, ou se alguma desinteligência antecedeu ao tiroteio. Os agressores fugiram a pé. Flávio morreu ao dar entrada no Hospital de vIla Nova Cachoeirinha, onde Camila está internada.No momento da abordagem o casal havia saído do bar Mocofava e estava em frente ao número 295 daquela rua, perto do Corsa GL vermelho de placa CAJ-6737 pertencente ao cabo da Aeronáutica, de 36 anos, que residia na Vila Dionísia, na mesma região. Para policiais do 72º Distrito Policial, do Parque Tietê, só será possível determinar a razão do homicídio, e procurar identificar os autores, depois de ouvirem a vítima sobrevivente. Uma testemunha ocular já foi ouvida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.